Ce site Internet utilise des cookies pour améliorer votre expérience de navigation. En continuant sur ce site, vous acceptez l'utilisation des cookies sur votre appareil tel que mentionné dans nos Informations sur les cookies.
Réserver maintenant
+351 291640100
Réserver maintenant
  • 1 Natural Swimming Pools  Sea View
  • 56 Sunrise  Porto Moniz Madeira IIsland
  • 19 Fishing Madeira Island

Histoire de Porto Moniz

Nos primórdios da descoberta da Madeira este povoado era denominado por Lugar da Ponta Tristão, sendo a parte ribeirinha do povoamento chamada de “Janela da Clara” e a área alta, localizada entre os sítios dos Lamaceiros e Achadas da Cruz, por Ponta do Tristão.

O nome actual desta localidade está ligado ao primeiro colonizador desta região, Francisco Moniz, “O Velho”. Este nobre algarvio casado com Filipa da Câmara, neta de João Gonçalves Zarco, foi o responsável pelo povoamento do Porto Moniz, tendo este ocorrido nos finais do século XVI, altura em que Francisco Moniz edificou a Capela de Nossa Senhora da Conceição, a volta da qual terá crescido esta povoação.

De acordo com os registos históricos, Francisco Moniz foi um dos primeiros residentes do Porto Moniz a beneficiar de terras em régie de sesmaria, herdadas do seu pai João Lourenço.

O Porto Moniz é uma das freguesias mais antigas do norte da ilha, fazendo inicialmente parte do concelho de Machico, à semelhança do que sucedia com as outras freguesias da costa norte. Com a elevação da freguesia de São Vicente a concelho, em 1744, o Porto Moniz passar a fazer parte daquele novo município.

A 31 de Outubro de 1835, em pleno reinado de D.Maria II, a freguesia do Porto Moniz foi elevada à condição de concelho, abrangendo inicialmente as povoações de Seixal, Ribeira da Janela, Porto Moniz, Achadas da Cruz e Ponta do Pargo. No entanto, com a anexação da Ponta do Pargo ao concelho da Calheta e 1871, o município do Porto Moniz ficou reduzido a quatro freguesias.

O Porto Moniz sofreu alguns contratempos no que concerne a sua existência como município. Assim, e conforme indicam os registos históricos, foi suprimido e reinstaurado três vezes consecutivas, nomeadamente: em 1849 foi extinto, juntamente com os concelhos de Câmara de Lobos e Santana, voltando de novo a ser restabelecido em 1871; finalmente, em 1895, foi extinto pela última vez, sendo reinstaurado definitivamente três anos depois precisamente a 13 de Fevereiro de 1898.

Na fase inicial, os primeiros povoadores dedicaram-se à criação de gado, cultura de cereais e extracção de madeiras. Por volta do século XVIII, a actividade principal passou a estar mais relacionada com a vitivinicultura, seguindo-se posteriormente a cultura da batata, a qual, no século XIX, constituía a base produtiva e da alimentação.

Actualmente, o município do Porto Moniz apresenta uma economia muito mais multifacetada, destacando-se, para além das actividades do sector primário, um forte desenvolvimento do sector turístico, designadamente nas áreas da hotelaria e da restauração.

O Porto Moniz é, sem dúvida, um dos concelhos com mais potencial turístico do arquipélago, possuindo boas acessibilidades, uma paisagem sem igual e inúmeros atractivos turísticos que trazem a este município diversos visitantes.
Fermer